Publicado por: fgalvao | Maio 29, 2007

RÚSSIA E PORTUGAL: IMAGINÁRIOS «DE FRONTEIRA»

Um evento na area da sociologia que vale a pena acompanhar.

Prof. Dr. Mário Machaqueiro (CEMME)

A6 – 9 a 20 de Julho 2ª, 3ª, 5ª, 6ª (9,30 h-11,30 h)

Distantes na geografia, Portugal e a Rússia apresentam, contudo, afinidades insuspeitas. Ambos se situam em territórios «de fronteira»: Portugal no extremo ocidental da Europa, cortado das regiões europeias do centro, mas aberto à América do Sul e a África por um Oceano Atlântico que tem sido, ao mesmo tempo, uma barreira e uma extensão; a Rússia, por sua vez, numa encruzilhada complexa de etnicidades e culturas, com um vastíssimo espaço intercontinental cujos limites, alargados e redesenhados durante séculos, foram suficientemente porosos para permitir invasões do Ocidente, do Oriente e do Sul. Estes dois países inscrevem-se também numa condição «de fronteira» pelo facto de, ao longo dos últimos dois séculos, as imagens da sua identidade nacional terem oscilado entre pólos opostos: entre a Europa e a África, entre o Ocidente e o Oriente, entre o centro do sistema mundial e a sua periferia, entre a euforia e a depressão, entre a «civilização» e a «barbárie». Por fim, portugueses e russos partilham igualmente a experiência de terem sido denegridos em muitas das representações elaboradas pelos estrangeiros que os olharam, especialmente por aqueles que se imaginavam como identidades superiores.

Com base nestas afinidades, o curso propõe uma viagem comparativa à forma como portugueses e russos têm enfrentado essa hesitação entre diferentes imagens de si, e às estratégias com que procuraram compensar as imagens negativas que outros projectaram neles. Para isso, recorrer-se-á a uma diversidade de vozes provenientes de ambas as culturas: vozes de escritores, de filósofos, de políticos, de cientistas sociais que imaginaram os seus respectivos países e povos a partir de experiências «de fronteira». Uma atenção especial será dada ao papel que os projectos colonialistas ou imperiais desempenharam nesses imaginários. Todos os testemunhos convocados servirão para mostrar que realidades aparentemente tão distintas como a russa e a portuguesa estão ancoradas, afinal, em formas muito próximas de construir as suas respectivas identidades.

Mais informações aqui.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: