Publicado por: fgalvao | Fevereiro 18, 2008

Deus existe?

Deus existe? A discussão está acesa no Fórum Filosofia

Advertisements

Responses

  1. Claro que sim!Quanto+não seja como problema filosófico…quer ele tenha uma abordagem mais ao nível do senso comum, oua nível conceptual/linguístico,existencial, teológico…Contrapomos o que é humano,finito e imperfeito a uma entidade criadora perfeita,infinita…e para uns,ele é o Deus cristão,Alá,o Universo,etc!

  2. Seja lá o que for que tenhamos por Fé. Isso que posto aqui (por completo estarrecimento meu e de muitos que esbugalham os olhos diante da Sociedade que vê) mostra que não é de maneira alguma esse engodo religioso todo que está aí que pode nos ditar nem uma mínima orientação.

    É o Nojo do Nojo do Nojo, é o que escorre do caminhão de lixo, o xurume de insuportável odor … É a aliciação de todos nós pelas IGREJAS, por essa coisa imunda que conhece como “trabalhar” a nossa cabeça, desde muito, muito tempo. E têm tempo, e sobra-lhes dinheiro, nosso próprio dinheiro, para nos juntar como acéfalos, apressados em defendê-los contra nós próprios. É o cúmulo do descalabro, o horrendo e hediondo monstro que nos suga a essência e até o nosso osso; joga-nos uns contra os outros, insufla a desconfiança em nossos amigos, arma-nos contra os que nunca nós pensaríamos lutar; infiltram-se em nosso mais íntimo viver; é o estorvo chamado IGREJA, a praga mentirosa, o vírus exterminador de nosso viver.

    OLHEM ISSO! …. Olhem Isso ! …

    Depois de engendrarem maquinalmente o fechamento de livrarias, assorearem mafiosamente as empresas, impor o feitio de senzala desde nossas conduções/ônibus, trem, etc., aos nossos bairros, disseminaram como praga “pontos” de “conhecimento da palavra” nos calçadões dos aglomerados comerciais, empurrando-nos com uma psicologia violenta de submissão. Agora, vão doidos atrás de universitários, oferecendo “vantagens”, fazendo-se de “bonzinhos”, avançadinhos e de bem com a Ciência (que por trás esculacham ignominiosamente com sofismas os mais deploráveis possíveis). São canalhas, podres. Quando viram que poderiam enganar direitinho as mulheres, mesmo depois de tantas atrocidades que cometeram contra elas, de repente se põem a adulá-las, como víboras; para morder seus filhos e os encantarem com suas pantomimas grotescas. Viraram-se com seus fitos odiosos para as famílias, para assegurarem pelo tutelamento delas, que teriam mais essa e outra e outra geração como capachos a seus pés. São criminosos, ladrões, porcos, assassinos; são a pior escória que nos ludibria, são capazes de tudo para nos manter espavoridos, e correndo pra debaixo da escuridão dos covis deles; esses arremedos de casas “divinas”; as pomposas e arrogantes pilastras da escravidão fincadas sobre a nossa miséria civil, social. Canalhas, hão de pagar; hão de pagar.

  3. Como disse René Descartes:
    Temos uma idéia de um Ser perfeito,porem somos imperfeitos,sendo assim uma idéia de um Ser perfeito não poderia vir senão de um ser perfeito

  4. Deus não existe…DEUS É!!!!
    Como foi dito a Moisés: EU SOU O QUE SOU.
    Jamais “O” compreenderemos por esta ótica materialista. “Ele está aquém do átomo e além das galáxias. Tudo está n’ELE e ELE está em tudo. (por força da linguagem digo “ELE” como poderia dizer “ELA”. “Os átomos são masculinos ou as Galáxias femininas? Quem nos ensinou isso?

  5. ¨pi logos¨ o verbo,o ato em oposição a potencia, a manifestação: feito das mãos de Deus,fui ateu até 28 anos depois acreditei, converter, converçao verter com . Sua pergunta é dificil, voce quer acreditar ou falar contra ? Porque o ateu que insiste em dizer que Deus não existe, ele esta sempre lembrando de Deus, o ateu verdadeiro não deveria falar nesse assunto de Deus. a pergunta que acho mais interessante é se o homem existe ?

  6. Um professor, numa faculdade n’algures, ao iniciar sua aula, dirigiu, por causa que não é do meu conhecimento, aos alunos seu dizer: “Quem acredita em Deus?”. Um pouco além da metade dos alunos levantou o dedo indicador. “Mesmo? Tudo isso! Você, por quê? Onde está esse ser, que não o vejo?” A interrogada era uma aluna franzina e tímida. Depois de um pouco gaguejar em sua insegurança, a garota, ousadamente, perguntou ao professor: ” Professor, o senhor tem cérebro?” Desconcertado e quase ofendido, o mestre respondeu: “Tenho…”, “E onde está ele que não o vejo?”, respondeu a menina.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: